sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Prefeita Adriane Prado entrega nova UBS e nova Sede da Samu


Na manhã de hoje (31) a Prefeita Adriane Prado e a Secretária de Saúde, Socorro Candeira entregaram no bairro Campos uma nova unidade básica de saúde que beneficiará os bairros Campos e Alto Bonito. A unidade básica conta com o programa da saúde da família e funcionará de segunda a sexta-feira, nos turnos manhã e tarde.

Logo após a Prefeita entregou a nova sede do SAMU, onde se encontra duas ambulâncias totalmente preparadas, um técnico de enfermagem e um socorrista. O atendimento do SAMU é feito pelo número 192.

Em apenas um ano e 10 meses de mandato, a Prefeita Adriane vem ampliando a Saúde do Município de Luís Correia. Várias unidades básicas de saúde já foram inauguradas e reformadas e várias outras

encontram-se em construção.

MAIS SAÚDE PARA VOCÊ E SUA FAMÍLIA
CONSTRUINDO UMA LUÍS CORREIA DE TODOS




fotos : Daniel Fossey

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

4ª Feijoada da Apae de Luis Correia

Vem ai a 4ª Feijoada da Apae , e mais um ano o Blog Luis Correia Piaui tem o enorme prazer de contribuir para que essa grande festa beneficente continue crescendo e fazendo o bem ...



Vamos todos participar. E esse ano temos uma grande atração. e´a Banda de Pagode dos alunos da Apae de Pedro II , é show. Vale a pena conferir...  veja o vídeo da apresentação no Festival Nossa Arte em Pedro II em 2013



fonte/vídeo/arte folder : Daniel Fossey

Em retribuição aos 80% dos votos no Piauí, Presidente Dilma reduz repasses federais e, 70% das cidades do Estado podem ficar sem receber 13º salário


Contratos de serviços assinados com prefeituras do Piauí estão comprometidos. É que a verba federal destinada para as despesas foi reduzida pelo quarto mês consecutivo, e sem o recurso, funcionários de 70% das cidades podem ficar sem receber o décimo terceiro salário.


A notícia da redução dos repasses federais deixou muita gente preocupada nos municípios. Em Nazária, a 30 km ao Sul de Teresina, a maioria dos mercadinhos ainda não aderiu ao cartão de crédito, tudo vai para o caderno de fiado e se o dinheiro parar de circular a situação piora. “Cai muito as vendas, porque o pessoal da cidade sobrevive praticamente da prefeitura e se os repasses não vierem terá gente passando fome mesmo”, disse o comerciante Antônio Fernandes.


A preocupação dos prefeitos é com o pagamento do 13º salário dos servidores. A Associação Piauiense de Prefeitos calcula que atualmente 70% das prefeituras não tem dinheiro para arcar com as despesas.


Em 164 cidades piauienses a queda no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) é de 36,4. Em Mosenhor Gil, a 50 km da capital, em agosto a prefeitura da cidade recebeu R$ 459 mil, em setembro foi R$ 403 mil e agora em outubro a projeção é de R$ 297 mil.


O prefeito Francisco Pessoa afirmou que o município está em crise e 11 funcionários foram demitidos e há três meses não paga parte dos fornecedores e prestadores de serviço. “Todos os órgãos tem que funcionar, porém não podemos segurar muitos funcionários, pois é muitos constrangedor colocar para trabalhar e não poder pagar”, argumentou.


Nas pequenas cidades do Piauí os moradores reclamam da qualidade dos serviços públicos principalmente nas áreas da educação e saúde. “Os políticos não investem no que é para ser investido, não usam os recursos adequadamente, isso é o que acontece”, falou uma moradora de Monsenhor Gil.

fonte : G1

terça-feira, 28 de outubro de 2014

2014 : a pior seca dos últimos 50 anos no Nordeste



Luiz Correia, localizada no “nordeste” brasileiro também sofre com a seca que afeta todo o Brasil, incluindo o sudeste e o sul.

Hoje a situação do município de Luiz Correia se agrava ainda mais, porque além da falta de água, temos povoados que tem problemas de salinidade.

O que foi feito nos últimos anos pelas gestões que estiveram a frente da prefeitura para solucionar ou amenizar os problemas referente a falta de agua na zona rural do nosso município? Planejamento é preparar soluções que resolvam problemas futuros, é pensar no amanhã. Como isso foi feito em Luiz Correia, quais as providências tomadas num passado próximo sem pensar na politicagem e sim na gravidade do problema?

Chafarizes? Dessalinizadores? Carros Pipas? Cisternas? Sistema de abastecimento? Quantos?
Hoje o Governo municipal, com 01 ano e 10 meses de gestão, enfrenta as maiores dificuldades financeiras deixadas por gestões descompromissadas com o município, junto a isso tudo, “A PIOR SECA DOS ULTIMOS 50 ANOS”.

Agora, é importante ressaltar que problemas graves, não se resolvem a curto prazo, porém providências estão sendo tomadas para amenizar ou resolver a situação: 08 carros pipas abastecendo as comunidades, em parceria com o Governo Federal serão implantadas 1500 cisternas no nosso município, desse total 500 já cadastradas, aguardando apenas o término do período eleitoral para o cadastramento das 1000 restantes e posteriormente a sua implantação .

 Ainda, nas comunidades que tem agua de boa qualidade e em quantidade razoável estamos fazendo o sistema de abastecimento de água encanada para as residências, já tendo sido atendidas mais de 120 famílias.

Recebemos as críticas e entendemos a situação, pela gravidade do momento, mais em nenhum momento baixamos a cabeça ou cruzamos os braços no sentido da busca de soluções que amenizem ou resolvam o problema.

sábado, 25 de outubro de 2014

Carta ao eleitor : não importa em quem você vota, leia e reflita



Não interessa em quem você vota, leia a carta:
"Carta de Dra Karla Maia, juíza Federal...

Essa não é uma eleição PT x PSDB. Não é uma eleição Lula x FHC. Não é uma eleição Bolsa Família x Passar Fome. Não é uma eleição Esquerda x Direita. Essas rivalidades são os argumentos fabricados para cada um justificar seu voto, sua torcida.

O PT não é o mesmo partido que era há mais de 12 anos atrás - muitos PTistas já reconheceram isso. O PT "se endireitou" onde precisava/queria e manteve programas sociais de esquerda.

Da mesma forma, O PSDB não é o mesmo partido de 12 anos atrás. Ele percebeu que a esquerda tem programas e pensamentos sociais bons e interessantes - e que precisam (e vão) ser mantidos.

Eu não vou votar ou deixar de votar porque um ou outro candidato foi preso por roubar um banco ou se negou a fazer bafômetro. Não vou votar ou deixar de votar porque o irmão da candidata recebe sem trabalhar ou porque falam que o tio do outro se benefício com desapropriação para um aeroporto.

Essa definitivamente não é uma eleição das pessoas Dilma x Aécio. O BRASIL não é o mesmo país de 12 anos atrás. A vida da maioria de nós melhorou sim - mas não exclusivamente por causa do PT e nem exclusivamente porque o PSDB "preparou o terreno" pro governo Lula - hipocrisia dizer qualquer das duas bravatas.

A vida melhorou muito, tanto por causa de um trabalho de base econômica necessária do PSDB quanto por ótimos programas trazidos pelo PT, mas principalmente pela conjectura econômica mundial. E é certo - como dois e dois são quatro - que a vida vai continuar melhorando, independente de quem vencer as eleições, não me venham com as bravatas de militantes/torcedores cegos. Os programas de bolsa família e outros vão continuar, assim como o Brasil vai continuar sendo um importante líder mundial.

E essa não é a eleição do corrupto x santo.
Essa é a eleição do CHEGA!

Escolher o 45 no lugar do 13 é dar um recado de que a corrupção já deu. E que se o PSDB roubar nós também vamos tirar ele de lá. Não se vota por idolatrar ou não um candidato, vota-se para dar um recado moral para ambos os partidos.

Vou votar pra tirar o PT e dizer: eu não suporto mais!
E se o PSDB for parte em tantos escândalos assim nos próximos quatro anos, eu vou pra rua de novo, vou exercer minha cidadania de novo.... e daqui quatro anos vou estar votando no PV, na Rede ou até mesmo no PT, mas de novo vou dar meu recado: chega!

Dê seu recado você também, vote 45 e grite bem alto: EU QUERO UM PAÍS MELHOR!

A divergência e o debate são comuns e saudáveis em uma democracia. Podemos discordar em muitos pontos, mas tenho certeza que concordamos nos principais valores básicos, essenciais à sociedade que sonhamos para o futuro.

Podemos discordar das privatizações, mas não precisamos aceitar que a
roubalheira, o aparelhamento político e a incompetência tomem conta das nossas estatais.

Podemos admirar os programas sociais do PT, mas não precisamos aceitar um governo que mente descaradamente que seus adversários acabariam com eles em um óbvio terrorismo eleitoral.

Podemos não gostar dos EUA, mas não precisamos apoiar um governo que se alia às piores ditaduras do mundo e defende países terroristas.
Podemos não gostar da Globo ou da Veja, mas não precisamos de um governo que tenta controlar a imprensa.

Podemos não gostar do PSDB, mas não podemos aceitar um governo, que se dizia guardião da ética, viver mergulhado em escândalos diários, e se aliar e defender a escória da política nacional como Maluf, Collor, Renan, Sarney, Jader Barbalho.
Podemos não gostar do Aécio, mas não podemos permitir que todas essas práticas sejam incentivadas, premiadas e perpetuadas.
Podemos querer outras alternativas, mas não podemos deixar no poder uma quadrilha cuja cúpula, mesmo presa na Papuda, é tratada como heróis e continua filiada ao partido!

Não podemos deixar que continuem a sambar na nossa cara, infiltrando membros no STF para livrar seus pares, comprando o legislativo com mesadas, sangrando nosso país em benefício próprio e de ditaduras e pseudodemocracias. Sce fizermos isso será um atestado de que somos tão sem-vergonhas quanto eles, que NADA nos choca e tudo pode nessa terra porque não temos mais qualquer capacidade de indignação.

Se você não concorda com isso, é hora de mudar. Voto nulo, branco ou abstenção é o mesmo que endossar suas práticas.

É hora de união contra aqueles que tentam rachar o país, com um discurso irresponsável e preconceituoso de "nós" contra "eles", "pobres" contra "ricos", "negros" contra "brancos", "povo" contra "elite branca"...
O sentimento não é meu, é de todo brasileiro que cansou e quer um país melhor.

Eu votei no PT ao longo de toda a minha vida. Fui traída. PT nunca mais

Dra Karla Maia, juíza Federal"

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Piauí é comparado com a China em artigo da Folha de São Paulo

O município de Guaribas, localizado a 648 km de Teresina, foi destaque em um artigo de opinião da Folha de São Paulo. No texto, o autor destaca o crescimento da cidade nos últimos 11 anos, na qual os moradores eram beneficiados pelo programa do Governo Federal Fome Zero, logo transformado em Bolsa Família.




O artigo traz em evidência as melhorias da cidade, após começarem a receber o benefício do governo federal. De acordo com o texto, o recurso é vital para os moradores, já que os empregos no local se limitam aos da prefeitura e da agricultura.

“A grande maioria [dos moradores] é beneficiada pelo Bolsa Família, que paga, em média, R$ 224 por família. Trata-se de uma ajuda vital em uma cidade em que os empregos praticamente se limitam aos da prefeitura e onde a principal atividade, a agricultura, enfrenta quatro anos seguidos de seca”, diz o artigo.

O texto traz ainda um comparativo entre o município e uma cidade da China, país Asiático, na qual sobre de problemas de desertificação. O autor fala do crescimento das duas cidades, ressaltando a desigualdade social.

“No geral, a vida em Piauí e em Ningxia melhorou nas últimas décadas. Com estratégias diferentes, China e Brasil se orgulham de ter alavancado milhões de seus habitantes da pobreza extrema, embora se envergonhem da enorme desigualdade social”, diz.

Confira abaixo o artigo na integra:


E se o Piauí ficasse na China?


Ambos países emergentes, Brasil e China vêm adotando, nas últimas décadas, caminhos opostos para o desenvolvimento. Aqui, a prioridade é criar um Estado de bem-estar social. Lá, os asiáticos focam em infraestrutura e em inovação.

Na China, um país nominalmente comunista, não existe atendimento médico gratuito _mesmo em hospitais públicos, paga-se até por um band-aid. “Eles têm um programa de astronautas, o Brasil tem o SUS”, resume Marco Antonio Raupp, então presidente da AEB (Agência Espacial Brasileira), em entrevista concedida a este repórter em Pequim, em 2011.
Guaribas, no Piauí - Foto de Danilo Verpa/Folhapress
A comparação de Raupp, que logo depois se tornaria ministro da Ciência (deixou o cargo em março), ilustra bem a diferença entre os dois modelos. No Brasil pós-Constituição de 1988, o Estado de bem-estar social é prioritário, e o crescimento econômico financia a ampliação contínua desses benefícios.

Na China, é o contrário: a rede de proteção _incluindo aí a aposentadoria_ só deve ser criada após certo grau de desenvolvimento econômico. Para ficar ainda mais claro: o que é o ponto de partida está mais para o ponto de chegada lá.

O Orçamento dos dois países torna essa diferença eloquente. No Brasil, os gastos públicos com saúde e com proteção social chegaram respectivamente a 5,79% e a 15% do PIB. Na China, os percentuais para as mesmas rubricas são 1,27% e 5,56%, segundo o Relatório da Proteção Social Mundial 2014/2014, da Organização Internacional do Trabalho, com dados de 2010.

A enorme diferença entre os dois modelos me voltou à cabeça alguns dias atrás, quando conheci Guaribas (648 km de Teresina), no semiárido do Piauí. A pequena e pobre cidade ganhou fama nacional em 2003, no início do governo Lula, por ter sido a primeira a abrigar o programa Fome Zero, logo transformado em Bolsa Família.


Onze anos depois, a cidade está muito melhor do que era, segundo os moradores. A grande maioria é beneficiada pelo Bolsa Família, que paga, em média, R$ 224 por família. Trata-se de uma ajuda vital em uma cidade em que os empregos praticamente se limitam aos da prefeitura e onde a principal atividade, a agricultura, enfrenta quatro anos seguidos de seca.

Nos últimos anos, a cidade de cerca de 6.000 habitantes recebeu ainda outras benfeitorias. Os moradores do centro, que em 2003 tinham de subir uma serra para matar a sede em uma pequena nascente, hoje contam com abastecimento em suas casas. Há unidades do Minha Casa, Minha Vida em construção, e a cidade conta com uma médica cubana do Mais Médicos.

Por outro lado, a cidade ainda espera a obra mais importante para se viabilizar economicamente: o asfaltamento de 54 km de uma estrada precária, obra prometida há 11 anos, em 2003, quando do lançamento do Fome Zero. As obras teriam começado neste ano, mas não tem data para terminar.

Além da rodovia, também seriam necessárias outras obras: um acesso ao distrito de Cajueiro, distante 30 km do centro. Ali, vivem cerca de 1.500 pessoas sem água encanada. Boa parte delas passa o dia em viagens até a fonte, distante até 4 km das casas mais distantes.

O isolamento e as quatros safras seguidas prejudicadas pela seca fazem com que o Bolsa Família continue sendo a principal fonte de renda de Guaribas. Quase todas as famílias estão inscritas no programa, já recebendo ou ainda à espera do benefício.

A China, onde fui correspondente por três anos, também tem o seu “Nordeste” no desértico meio-oeste do país. Um dos “Estados é a Região Autônoma de Ningxia, que visitei em 2012.

A primeira impressão é de surpresa com a quantidade de obras em construção ou recém-inauguradas: aeroporto, ferrovias, um enorme centro de convenções estradas e transporte público urbano. Quase todos estavam visivelmente subutilizados, à espera de um desenvolvimento que não se concretizou plenamente.

O esforço de investimento vem dando seus primeiros frutos, notadamente as centenas de empresas privadas voltadas à produção de alimentos halal, produzidos de acordo com o rito muçulmano.

Mas Ningxia tem problemas, principalmente o da desertificação. Anos de uso inadequado de recursos hídricos resultaram na expulsão de dezenas de milhares de agricultores, que agora tentam a sorte em centros urbanos, a maioria subempregados. Se, ainda por cima, não conseguiram o hukou (sistema de registro de moradia) na cidade onde vivem, seus filhos não têm direito sequer à escola pública.

No geral, a vida em Piauí e em Ningxia melhorou nas últimas décadas. Com estratégias diferentes, China e Brasil se orgulham de ter alavancado milhões de seus habitantes da pobreza extrema, embora se envergonhem da enorme desigualdade social.

À primeira vista, a China leva vantagem: neste ano, crescerá 7,4% do PIB, enquanto o Brasil amargará um incremento de 0,3%, segundo projeções recentes do FMI. Mas não se trata de um simples gráfico. Variáveis como meio ambiente, matriz energética e regime político certamente terão influência para completar o salto da renda média para a alta, proeza que pouquíssimos países conseguem.

Se a vida será melhor no interior do Piauí ou no coração da China em 2030, só o tempo dirá.

*Folha de São Paulo

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Diretora do HMNSC faz declaração e desmente boatos em Luis Correia



Hoje pela manha a Diretora do Hospital Municipal fez uma declaração , onde desmente boatos criados por pessoas e blogs sem credibilidade e sem assunto sério, que visam apenas a desordem pública e perdem tempo com picuinhas sem fundamento.  Boatos que diziam que a diretora Celina Olivindo teria sido demitida e/ou abandonado seu cargo.

Leiam a declaração da Diretora do Hospital Celina Olivindo, dada ao Blog Luis Correia com exclusividade :

"Prezados leitores desta nota :

Venho agradecer aos funcionários, colaboradores, fornecedores, gestores  e usuários dos serviços do Hospital Municipal Nossa Senhora da Conceição por a cada dia mais estarmos juntos na construção de um Hospital melhor. Desde que assumir a Direção desta organização, tenho a crescido profissionalmente e pessoalmente.

 Quero deixar claro a toda a população que estou diretora e que não tenho planos para afastar-me. O compromisso assumido por mim junto a gestão municipal está firme e com perspectivas de melhoras continuas. 

Por isso quero a cada dia poder contribuir mais para fazermos desta unidade de saúde um local que ajudar as pessoas em momentos difíceis. Gostaria muito da colaboração de todos e para construirmos uma realidade melhor a cada dia. Estou a disposição para quaisquer esclarecimentos e disponível para vossas contribuições em prol da melhoria do que é de cada um.

Celina Olivindo ( Diretora Administrativa do Hospital Nossa Senhora da Conceição)"

fonte e foto : Daniel Fossey

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Biomade realizada educação ambiental com crianças do Sesc

Cerca de 60 alunos da Educação Infantil do Colégio do Centro Educacional de Parnaíba - Sesc participaram de atividades de educação ambiental durante a semana com o Projeto Biomade patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental.



Com o Eco ponto na escola os alunos recolheram 10 kg de plástico que foi entregue a recicladora (Empresa Master Plástic) na ultima quinta-feira (16) onde as crianças puderam conhecer a empresa e assistir a explicação do Sr. Rogério sobre o processo de reciclagem.

Convidados pelo projeto Biomade a serem Amigos da Natureza as crianças participaram de uma limpeza de praia realizada pelos técnicos do Biomade e voluntários da empresa Mendes Junior. Durante a limpeza de paria os alunos assistiram à peça teatral “A Sereia e o menino sujão” mostrando como conservar as praias limpas e saudáveis.



Para a professora Natalia Barbosa, do Sesc a parceria com o Projeto Biomade foi fundamental para o projeto de educação ambiental dos alunos. “Estamos trabalhando a mais de um mês com a educação ambiental e pelo segundo ano consecutivo contamos com a parceria do projeto Biomade. Realizamos manifestação pela vida marinha, montamos um eco ponto de coleta de material reciclado na escola, assistimos palestras e fizemos visitas, tudo com o projeto Biomade peça fundamental para nossas atividades.”



Em apenas 1 hora de esforço durante a limpeza de praia foram recolhidos 4.300 litros de resíduos recicláveis, em seguida o material foi encaminhado para  a empresa O Crispim que trabalha com a comercialização de materiais recicláveis.



Coordenação de Comunicação
Instituto Tartarugas do Delta

terça-feira, 14 de outubro de 2014

IAPEP de Luis Correia de cara nova

O IAPEP de Luis Correia está de cara nova. Com a nova administração a estrutura recebeu manutenção e ganhou vida com a pintura. Vejas as fotos e venham passar suas férias no IAPEP






fonte e fotos : Daniel Fossey

Moda Praia é na LITORAL MODA PRAIA no Shopping Amarração

Na Litoral Moda Praia você encontra tudo o que precisa para ficar bem na praia. Maios, biquines, sungas e diversos acessórios . Tudo para sua praia. Venha conferir.

No Shopping Amarração em Luis Correia.






segunda-feira, 13 de outubro de 2014

domingo, 12 de outubro de 2014

Biomade recruta alunos da APAE para serem Amigos da Natureza




Na tarde de sexta-feira (10) o Projeto Biomade patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental realizou atividade educativa em comemoração ao dia das crianças com alunos do Centro de Atendimento Especializado da APAE de Parnaíba e crianças da Escola Raio de Luz, município de Ilha Grande, no SESC Praia, localizado em Luís Correia, PI.

Para Chiquinho, foi um dia muito especial, pois ele teve a oportunidade de conhecer a praia, sentir o sabor do mar e o calor da natureza.

A inclusão social de pessoas com deficiência é uma luta diária, segundo o coordenador de comunicação da APAE de Parnaíba, Mayk Veras. “Trabalhamos diariamente pela inclusão das pessoas com deficiência e contar com o projeto Biomade, pela segunda vez, em atividades como esta para nós é fundamental. A equipe do projeto sempre nos apoiou e mantêm contato constante conosco mostrando que é possível sim fazer inclusão” relatou Mayk Veras.

Durante as atividades as crianças aprenderam brincando como ser amigo da Natureza.


Coordenação de Comunicação Biomade
www.biomade.org.br